Roda Viva com Gabi

Ainda não cheguei a assisitir um Roda Viva de cabo a rabo desde que Marília Gabriela assumiu. Apenas vi uns pedaços entre um zapt e um zupt. É um programa bom, mas longo e cansativo, com ou sem Gabi.

Estava um pouco reticente com as mudanças todas que o programa sofreu, afinal aquelea combinação de anfiteatro, cadeira girante e tapete vermelho era um clássico. Mas as mudanças deram certo sim. O grande defeito do formato anterior era a grande quantidade de debatedores. Isso deixava a entrevista, às vezes, muito sem rumo, pois havia naturalemente entrevistadores que perguntavam mais que os outros e, cada um querendo levar entrevista pro seu lado, o fio condutor se partia.

Então, como agora o número de debatedores diminiu bastante – só não entendi ainda se são sempre os mesmos ou se  um ou outro varia de acordo com o entrevistado – a coisa tá mais ordenada.

Porém, o motivo desse post é outro. Não  é que nas minhas zapedas calhou de eu pegar justamente o fim de uma entrevista e vi que ao final todos da mesa fazem uma avaliação do entrevistado! Dizem o acharam da conversa, se o entrevistado se expressou bem, se não fugiu  das indagações, etc. Achei surpreendente! Nunca tinha visto isso na TV! Mas falta a contrapartida: que tal deixar também  a vítima falar o que achou das perguntas dos jornalistas?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: